Matéria do fantástico sobre bullying + minha história



Quero primeiro antes de tudo poder pedir desculpas pela minha ausência, minha vida está uma coisa muito confusa, estou fazendo um workshop de ator, que logo logo podem vim sim novidades. E segundo quero falar que sim, eu estava morrendo de saudades daqui, de vocês.

Então vamos deixar um pouco as desculpas de lado e vamos ao que interessa. Hoje nesse dia tedioso de domingo estava assistindo TV, e passou uma reportagem que eu me identifiquei muito, era sobre bullying. Era sobre crianças que passavam por esse tipo de coisa que vamos combinar é a pior coisa do mundo. Mas depois pensando um pouquinho, eu comecei a me recordar do meu passado no colégio. Hoje com dezoito anos vejo quanto foi difícil tudo em minha vida (ou parte dela). Então vamos a minha história de amor e ódio no colégio.

Eu sempre fui uma pessoa gorda na adolescência falo isso desde os 9 antes de fazer uma cirurgia, com tudo acontecendo eu acabei dando uma engordada como qualquer pessoa normal. Mas quando eu me dei conta que ali só era um começo de tudo que poderia vim um pouco a frente, quando eu era criança quase nunca sofria bullying. Mas com o tempo fui conhecendo pessoas, mudando de escola, e pronto chegamos ao ensino médio, onde eu estava muito ansioso por ser tudo novo, escola nova, amigos novos, professores novos. Essa minha felicidade não pode durar nem si quer quatro meses, acho que meu ensino médio foi os piores anos da minha vida, vou explicar o por que.



Eu sempre fui uma pessoa muito feliz até um certo ponto mas depois que as piadinhas, os risadas começaram a acontecer, eu preferi me isolar do mundo e viver o meu próprio na internet, essa foi a maneira que eu conseguir sair de um mundo que eu não queria viver. Mais não acaba por ai em, claro que minha vida mudou muito, meus hábitos. Tive crises de pânicos, cheguei aos meus 116 quilos, me isolei de tudo e de todos, meu computador acabou virando meu melhor amigo, tive começo de bulimia, olha não foi fácil passar isso sem contar a ninguém, mas hoje eu tiro disso uma lição de vida dessas coisas que aconteceram, algumas pessoas me pediram desculpas, outras não fazem mais parte do meu convívio, outros foram morar em outras cidades, eu quero dizer nesse post é que se você sofre com isso, fale com todas as pessoas que você tem ao seu lado, não deixe de se privar por causa dessas coisas, a vida é muito curta pra não se viver de maneira intensa. 


Comentários do Facebook
6 Comentários do Blogger