Sinto muito por você


Hoje amanheceu um dia de domingo lindo, um sol radiante batendo em minha janela, o canto dos pássaros me fez acordar, e por fim levantei. Logo em seguida fui ao meu computador, pesquisei por alguns arquivos confidenciais. Vi algumas fotos nossas, e naquele momento nunca poderia pensar que você hoje não faz falta, que me fazia há algum tempo atrás.  Será costume? Será necessidade do esquecimento?

Me perco a meio de tantas confusões, entre escolher você ou minha felicidade. Tive que escolher ou pelo menos tentar te esquecer, pra ser feliz. Acho que fiz uma boa escolha, você me fazia uma falta de fazer chorar em baixo do edredom todas as noites. Quanta coisa mudou durante esse tempo. Você hoje está muito feliz sem mim, e eu sem você, continuo aqui com algumas fotos suas em meu desktop, mas não se preocupe elas estão sendo deletadas uma por uma, agora vai está fazendo sentido, estou amando esse tipo de libertação amorosa.

Mesmo que sua falta esteja me corroendo, mas sempre soube disfarçar bem. Queria te falar que não, hoje eu não sinto tanta falta quanto antes. Você não passa mais de um na minha listinha. Não sinto falta das suas mensagens de bom dia, meu amor! Perguntando como foi meu dia, o final dele. Dos seus elogios diários. Isso não é saudade, é conclusão.

Ah claro, sinto muito por a pessoa que você está nesse momento. Quero que ela veja com os próprios olhos o quanto você é babaca, que cada beijo que vocês derem seja o mais amargo, pra você ver o quanto o meu era doce. Talvez você perceba um dia, o quanto você eu combinávamos, e talvez nesse dia que você perceber, será tarde demais. 
Comentários do Facebook
6 Comentários do Blogger