Não dá para viver sem amor


Não dá para viver sem amor. Você tem sua casa, o seu gato, mais no final das contas você sente que está faltando algo, para completar esse preenchimento vazio, você se dá conta principalmente toda manhã, quando não chega àquela mensagem de: Bom Dia! Meu amor. Você também se dá conta que quando está com os amigos, você é a única que não está com o seu boy do lado.

Quando você vai ao cinema, sente falta de alguém para segurar sua mão na parte que você menos gosta do filme de terror. Na verdade, todo mundo um dia descobre um amor, um dia talvez você sorria por alguém, fique noites acordadas pensando como seria a pessoa ao seu lado. No fim das contas, você está sozinha, dizendo que é tudo questão de precaução, te falo: Eu te entendo.

Você diz que é frescura, eu digo que é precaução. Você fala que é ser frio, eu falo que é amor próprio. Ta vendo? Agente não concorda em nada, até o amor da gente não dá certo. Talvez seja insegurança, imaturidade, mas no final das contas uma pontinha de orgulho próprio, e talvez egoísmo, vai!

Nos final das contas, é tudo precaução mesmo. Medo de sofrer por alguém que é feliz sem você, medo de ficar acordada a noite inteira por alguém que não vale um pingo do seu sofrimento, e quando chega à noite liga os fones, com umas tentativas de ser feliz ao seu lado, nos meus pensamentos, e dá certo. Mas eu acho que só vai ficar nessa mesmo, vamos ser feliz em meus pensamentos por que amor é a única forma.

Comentários do Facebook
1 Comentários do Blogger