Até um momento, era ex


Queria esclarecer que não, eu não gosto mais de você. Nem de seus sonhos, nem de nada que vem de você, agora mais do que nunca posso te chamar de amiga, ou minha ex, como você preferir. Posso ir para festas sem poder me procurar com um belo sermão no dia seguinte, ta? Muito mais que preso agora sou livre, ainda bem. Quero te falar também, que eu te vi com aquele fulano, e não te disse nada, para te mostrar o quanto eu sou forte. Quanta pose presumo, mais não dá mais para viver com uma pessoa que é feliz sem você. Se você queria mesmo era me deixar triste, me deixou. E aquele sentimento que nunca acaba né? Aquele amor mal resolvido, aquele sentimento de dor que parece nunca ter fim. Qualquer coisa me lembra você, me lembra tudo. Odeio sentir isso. Você me falou que não sentia mais nada por mim, mais não foi o que deu para perceber em quanto estávamos conversando entre amigos, só faltava dizer que me amavam, seus olhos diziam tudo, sei lá. Parece que tudo que você falava era para mim, sem falar aquelas olhadas inesperadas, que te deixava com as bochechas bem vermelhas, eu sei que aquilo era vergonha, depois que te perguntei disse que era uma alergia passageira, você deve saber o quanto eu ainda te amo, mais não dá para falar por causa desse maldito orgulho, por tanto, faça suas escolhas para ser feliz. Ou aquele lá, ou eu. Ou Nosso amor verdadeiro, ou passageiro. Te decide amor, talvez quando você fizer suas escolhas podem ser tarde demais.
Comentários do Facebook
4 Comentários do Blogger