Obrigado meu amor


Obrigado, sou o único que ainda ama, sou a pessoa que mais quebrou a cara nas ultimas vezes, talvez eu tenha que tomar uns porres para melhorar dessa deprê.

Esses últimos tempos ando com uma autoconfiança a mil, mais quando você analisar os fatos, percebo que volto para o único lugar da fila, o final sabe? Nunca me senti nem no meio dela, nem no começo, que começo? Todas às vezes quando se fala em relacionamento, quebro a cara, envolveu amor ‘quebra a cara’, meu sobre nome deveria mudar, poderia ser plâtonices.

Obrigado por me magoar.

Queria te falar isso, mas queria te agradecer por você me fazer acreditar por um tempo que o amor verdadeiro pudesse existir, mesmo que seja pequena a probabilidade, ta certo? Quero te falar que mesmo você não sabendo, mais eu penso em você todos os dias, à noite principalmente. Não sei, quando chego perto de você minha barriga fica cheia de borboletas, quando eu olho nos seus olhos, sinto uma vontade imensa de mudar de lugar imediatamente, sei lá, eles me hipnotizam, dá uma vergonha, e logo depois eu quero rir de nervosismo mais, tento que me conter.

Foco no amor

Que amor? O mais platônico, o esquecido? Dói saber, que jamais vai ser correspondido, ta? Acho que você nunca soube o que era isso mesmo, perfeita como é. Amo até seus defeitos acredita? Obrigado clichê por complementar o resto das verdades. Amor dói, quando não é correspondido, é duvidoso quando é aceitável, e machuca quando é terminado, e como machuca.


Comentários do Facebook
4 Comentários do Blogger