E esse medo de ser feliz? Passou.



Hoje eu acordei tarde. De tarde, as três. Me levantei feito uma ameba, virei à direita onde fica o espelho, passei com a cabeça baixa, odeio me olhar quando eu acordo. Segui, voltei. Me olhei no espelho, vi algumas coisas que tinha mudado em mim, meu rosto está mais fino, minha alta estima está voltando de pouco a pouco para minha vida, ainda bem. Já estava com saudades dessa tal felicidade, talvez esses fantasmas de se cobrar tanto esteja indo embora aos poucos, talvez não. Talvez isso só seja uma forma de ser feliz passageiramente, talvez amanhã eu acorde o cara mais triste do mundo por alguma coisa que eu me cobrei em mim, por achar que estava errado, eu concordo com você, eu odeio essas coisas, de se cobrar tanto, horas ninguém é perfeito mesmo. Talvez essas teias de aranhas que meu espelho tem, as aranhas estejam tirando por ela mesma, quero é ser feliz. Sem complexos, sem melancolia, sem saudades do que já passou esquecer os momentos ruins, viver a vida, se permitir mais e mais, talvez seja esse o segredo, eu ando me permitindo cada vez mais em minha vida, comecei a academia fiz novas amizades por lá, meu vinculo social está cada vez melhor, eu acho. Eu converso com as pessoas como uma pessoa normal, hoje em dia eu acho que o mundo não gira ao meu redor, ainda bem. Deixei que falem mesmo, que cada vez eu estou mais bonito mesmo, sem menos em. Deixe que falem sobre minhas novas roupas, sobre minhas novas companhias. Deixe que falem da minha felicidade, a quem vai se importar com pessoas tão quanto medíocres mesmo, já dizia chorão. Vamos viver nossos sonhos, temos tão pouco tempo, beijos a você que se ama. Ta vendo esse carinha ai da foto, pois é sou eu. Dei as caras e cada vez vai aparecer mais, não gosta? Não visita.



Comentários do Facebook
2 Comentários do Blogger