Como tudo começou?

Poderia começar esse texto assim, era uma vez. Caso minha vida fosse um conto de fadas, mais não é. Impossível começar era uma vez, terminar felizes para sempre e principalmente fim, como eu vou colocar fim? Se ainda nem terminou essa história idiota entre duas pessoas.
          

Éramos felizes, amigos antes de tudo, você na maioria das vezes me procurava para conversar, era bom. Naquela época ninguém queria namorar ou ficar, não tinha nem um tipo de interesse em você mesmo, confesso. Confesso que o mundo pode dá várias voltas, com certeza. Mais acredito muito em destino sabe? Coisas boas podem acontecer, e aconteceram por um certo tempo.

Antes de tudo, queria ressaltar que foi amor do dia para noite. Isso cada vez me deixa mais chateado, minhas falsas ilusões sobre você, achando que era a tal. A tal, na outra semana dizer que não te ama mais, chego até dá um ar de riso por isso, mais na verdade continua doendo em mim, talvez em você, não sei.

Acho que quando um relacionamento termina com as duas pessoas brigadas, com ressentimentos, nunca acaba o amor delas, sei lá. Sempre que você ver a pessoa com companhia, no caso com outro. Tipo, a vontade é de matar, confesso. Mais é preciso ter um auto controle, muito bom. Confesso que não tenho, mais a criatura aqui tem que seguir sorrido, mesmo morrendo por dentro, é o pior de tudo.

Vontade de saber o que você está fazendo essas horas, se ta dormindo , conversando com alguém, está vendo algo engraçado chego a pensar mesmo, será que está pensando em mim? Confesso que minha vontade era te está ai ao seu lado, desabafando tudo que eu queria. Quero um dia ainda, rir de tudo isso sem doer meu coração, tirar ‘onda’ de todas as coisas que você me fez mal, inclusive lembrar com você, todos os nossos momentos legais, pela uma parte eu te odeio, e por outra tudo ta muito confusa as coisas aqui.
Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger